quinta-feira, janeiro 05, 2006

Poema

Ai se sesse...

Se um dia nós se gostasse;
Se um dia nós se queresse;
Se nós dos se impariásse,
Se juntinho nós dois vivesse!
Se juntinho nós dois morasse
Se juntinho nós dois drumisse;
Se juntinho nós dois morresse!
Se pro céu nós assubisse?
Mas porém, se acontecesse
qui São Pêdo não abrisse
as portas do céu e fosse, te dizê quarqué toulíce?
E se eu me arriminasse e tu cum insistisse, prá qui eu me
arrezorvesse e a minha faca puxasse, e o buxo do céu furasse?...
Tarvez qui nós dois ficasse tarvez
qui nós dois caísse e o céu furado
arriasse e as virge tôdas fugisse!!!

Zé da Luz, poeta paraibano.

Um comentário:

Mieko Okawa disse...

É show.....tenho em mp3 num show do Cordel do Fogo Encantado

 
http://rpc.technorati.com/rpc/ping